• Tamanho Letra
  • Imprimir
  • Partilhar  Partilhar
  • Comentar
  • Ler Comentários
Gostou desta notícia?
URL

Demora irrita juiz de Renato SeabraCarlos Castro: Paixão Fatal: 29.10 - 10h Por: João C. Rodrigues com Lusa

Charles Solomon, o juiz do Supremo Tribunal de Manhattan que vai julgar Renato Seabra, irritou-se ontem com a demora da procuradora Maxine Rosenthal em entregar o relatório psiquiátrico e as análises ao ADN no local do crime, ainda não concluídas pelo Gabinete de Medicina Legal. E avisou que espera "ter toda a informação da procuradoria até à próxima audiência", marcada para sexta-feira, dia 4 de Novembro.

O aviso do juiz foi provocado pela intenção da procuradora de submeter a mãe de Renato, Odília Pereirinha, a um interrogatório psiquiátrico, que a acusação diz ser fundamental para concluir a avaliação psiquiátrica do jovem português. Aliás, o médico responsável pela análise admite ainda um terceiro interrogatório a Renato Seabra, o que pode atrasar ainda mais o início do julgamento, que Charles Solomon quer começar no início de 2012, um ano depois da morte de Carlos Castro.

A defesa rejeitou, no entanto, qualquer interrogatório a Odília Pereirinha, classificando a proposta como "absurda". "A mãe dele não consegue estar numa sala e responder a perguntas sem se emocionar. Mas terá todo o gosto em responder por escrito", argumentou o advogado David Touger.



Partilhar:

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A.,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.