• Tamanho Letra
  • Imprimir
  • Partilhar  Partilhar
  • Comentar
  • Ler Comentários
Gostou desta notícia?
URL

Sébastien Izambard: "Amamos andar em digressão" Êxito: 27.4 - 11h Por: Sofia Canelas de Castro

Sébastien Izambard fala sobre os oito anos dos Il Divo e das altas expectativas para os dois concertos no Pavilhão Atlântico. Amanhã e domingo, a partir das 20h30.

Correio da Manhã – Já não é a primeira vez que vem a Portugal. Que memórias guarda do nosso país?

Sébastien Izambard – Bom dia, obrigada, não me abandones assim [dito em português]. Aprendi estas palavras quando estivemos aí da última vez, no programa ‘Herman 2011’ [RTP]. E indo ao vosso país.

– O que se lembra de Lisboa?

– São sempre poucas horas que temos para visitar a cidade, mas dá sempre para passear, ver a ponte 25 de Abril, o Cristo Rei…

– O que espera dos concertos?

– As minhas expectativas são altas, e conto, como sempre, como uma multidão. É sempre espectacular. Vamos mostrar o último álbum, ‘Wicked Game’, que é poderoso e cantamos com uma orquestra em grande estilo. Dizem que é o nosso melhor.

– Concorda com esse elogio?

– Sim, demos cem por cento de nós e estou muito contente com o resultado. E ansioso por cantar em Lisboa. É a nossa última data na Europa antes de seguirmos para os EUA.

– O público europeu é muito diferente do norte-americano?

– Cada público é diferente. Mas os portugueses são muito ruidosos e calorosos, são fantásticos.

– Já ouviu fado: Mariza, Amália...?

– Não, nunca ouvi. Não conheço.

– Os Il Divo têm oito anos. Não cansa estarem sempre juntos?

– Não, parecem só dois anos, o tempo corre muito depressa. Amamos andar sempre em digressão e aquilo que fazemos.

– Mas estar sempre em digressão interfere com a vida pessoal...

– É difícil, mas esforço-me por encontrar o equilíbrio e fazer a vida pessoal funcionar. Sou casado, tenho três filhos e agora estou em casa, em Londres, e faço sempre coisas com os miúdos.

– Os mais velhos, os gémeos [quatro anos], gostam de ouvir Il Divo?

– (Risos) Só há pouco tempo é que se começaram a aperceber e adoram o que o papá faz.

– Consta que Simon Cowell [fundador da banda] admitiu que poderiam vir a cantar com a Susan Boyle, de quem são fãs...

– Não é verdade. Dissemos que talvez pudesse acontecer, mas não é oficial nem está planeado.

– Quem seria então um artista de eleição para dividirem o palco?

– O Eminem, a Rihanna... Teria de ser uma verdadeira surpresa. 

PERFIL

Sébastien Izambard nasceu há 39 anos em Paris, França, e ainda em criança aprendeu a tocar piano, guitarra e a compor, sempre numa versão autodidacta. Aos 27 anos iniciou uma carreira musical, e em 2004 integrou o famoso grupo Il Divo. Hoje, vive em Londres, é casado e tem três filhos: os gémeos Luca e Rose, quatro anos, e Jude, de um ano.



Partilhar:

PUB

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A.,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.